terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Castração

Fevereiro é o mês dos gatos, o mês em que eles começam a manifestar mais intensamente os seus comportamentos de cio.

Devo castrar o meu gato?

A resposta é sim! A esterilização traz vantagens tanto para o gato como para o dono. Os gatos não esterilizados são mais agressivos, tendem a fugir, envolvem-se em lutas e correm maior risco de contrair doenças relacionadas com dentadas. Também são menos sociáveis, pelo que a castração melhoraria a sua sociabilidade, principalmente se ocorrer antes da puberdade.
A marcação com urina (“spraying”), o hábito da vadiagem, as lutas, o arranhar, por vezes, mobiliário e paredes, podem ser eliminados em 80 a 90% dos gatos, através da sua castração.

Desvantagens?
A única “desvantagem” é o facto de os gatos castrados terem a tendência de engordar um pouco, porque ingerem mais comida e gastam menos energias. Mas isso resolve-se facilmente com uma dieta cuidada e algum exercício (por exemplo, brinque com ele, faça-o correr, etc...).

Como decorre a cirurgia?
Quanto à cirurgia, o dono não precisa de se preocupar. É uma simples cirurgia, que raramente traz complicações e é indolor para os animais, pois são anestesiados. Após a cirurgia, podem fazer a sua vida normal, não requisitando de qualquer precaução especial, para além da vigilância dos donos.Qual é a melhor idade para castrar o gato?
Não há uma idade certa. A eficácia da castração é maior se realizada antes da maturidade sexual, a qual é atingida cerca dos 7-9 meses de idade. Por isso, recomenda-se que sejam castrados com 8 meses.

Em suma...
A castração torna o seu gato mais calmo, meigo e sociável, promovendo o contacto próximo com o seu dono (objectivo primário da domesticação dos animais) e reduzindo os conflitos sociais entre gatos. Além disso, a sua esperança de vida aumenta.