segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Exposição Felina Mundial 2008

O Pavilhão Atlântico, em Lisboa, vai receber no próximo fim-de-semana (25 e 26 de Outubro) a Exposição Felina Mundial.

Mais de 800 gatos de 30 raças diferentes vão fazer parte desta exposição. O público terá a oportunidade de apreciar raças de gatos como Persas, Exóticos, Bosques da Noruega, Maine Coon, Sagrados da Birmânia, Europeus, Abissínios, Bengal, Siameses, Orientais, entre outras, vindos de vários países.

Estes exemplares serão julgados por juízes que vão eleger os campeões mundiais de 2008. No espaço haverá também animação cultural e venda de artigos felinos.

O evento realiza-se na Sala Tejo e os bilhetes custam apenas 4€.

sábado, 4 de outubro de 2008

4 Outubro - Dia Mundial do Animal

Hoje comemora-se mais um Dia Mundial do Animal!

Sabe como surgiu este dia?
Foi em 1929, no Congresso de Protecção Animal em Viena, Áustria, que se declarou o dia da morte de S. Francisco de Assis (o padroeiro dos animais) como o Dia Mundial do Animal. Desde aí, essa data tem vindo a ser comemorada todos os anos em vários países.

No dia deles, visite-os!

Ficam aqui algumas sugestões possíveis:
ZOO Lisboa
ZOO Lagos
ZOO Maia
Park & ZOO (Avintes - V. N. Gaia)
Zoomarine (Guia - Albufeira)
Badoca Safari Park (Vila Nova de Stº André)

Veja também em imagens.de o quanto fotogénicos podem ser os Animais.

Cuide deles, respeite-os e mime-os. Eles merecem!

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Doenças Gatos

Esta é uma lista com algumas doenças comuns nos Gatos:
· Coriza
· Panleucopénia: doença viral provocada por um parvovírus que origina uma leucopénia muito importante (diminuição do número de glóbulos brancos), bem como uma diarreia aguda
· Leucose: uma das principais causas de morte nos gatos. Esta doença pode estar relacionada com uma situação de anemia, aparecimento de tumores ou leucemia.
· Imunodeficiência Felina (FIV): actualmente, não existe qualquer vacinação disponível para proteger os gatos contra esta doença, que se transmite quase exclusivamente por mordeduras.
· Raiva: é transmitida por mordeduras. A vacinação anti-rábica dos gatos, em Portugal, não é uma medida sanitária obrigatória.
· Peritonite Infecciosa Felina
· Clamidiose: doença provocada por uma bactéria. É caracterizada por conjuntivites severas e, por vezes, alterações pulmonares profundas.
· Toxoplasmose: doença parasitária na qual o gato pode actuar como um dos hospedeiros do parasita.

sábado, 6 de setembro de 2008

Sobre Gatos III

* Gatos adultos e sadios passam 15% da sua vida em sono profundo. Em sono leve por 50% da sua vida, o que deixa apenas 35% do tempo no estado acordado. Mas passam do estado de sono profundo para acordado e alerta mais rápido do que qualquer espécie.
* Um gato é capaz de pular 5 vezes a sua altura.
* O gato cai sempre em pé, desde que o tempo de queda seja suficiente, para que ele gire o seu corpo e se defenda da queda, amortecendo o impacto.
* A expectativa de vida de um gato de rua (sem dono) é de cerca de 3 anos. Um gato com dono e dentro de casa pode chegar a 16 anos.
* Uma fêmea chamada "Ma" viveu por 34 anos, sendo o gato que viveu mais tempo, que se tenha registo até hoje...
* Para calcular a idade do seu gato, considere que o primeiro ano de vida equivale a 15 anos humanos. Adicione 4 (anos) a cada ano a mais de vida que ele tiver.
* Napoleão Bonaparte, Dwight Eisenhower e Hitler detestavam gatos.
* Winston Churchill, Abraham Lincon, Florence Nightngale, Robert E. Lee, Sir Isaac Newton, Mark Twain, compositores como Ravel e Chopin , Buddha, Mohammed, Jules Verne, Ernest Hemingway, Henry David Thoreau, Monet, Renoir. Scarlatti and Liszt, Camille Saint-Saens, Albert Schweitzer adoravam gatos.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Sobre Gatos II

* Quase 10% dos ossos dos gatos encontra-se na cauda, e esta é responsável pela manutenção do seu equilíbrio.
* O gato doméstico é a única espécie que consegue manter a sua cauda erecta enquanto anda. A cauda também é demonstrativa do estado de humor do gato.
* Quando o gato está assustado, o seu pêlo eriça-se por todo o corpo. Quando ele vai atacar, o pêlo eriça-se somente numa estreita faixa sobre a coluna vertebral.
* Os Gatos esfregam o rosto em objectos e pessoas para marcar com o seu cheiro, como uma assinatura. O odor é deixado por glândulas, que possuem na parte anterior do rosto.
* O Maine Coon é a única raça natural de gatos da América.
* Existem cerca de 100 raças de gatos.
* Gatos respondem mais facilmente a nomes terminados com som "i".
* O gato treme quando sente muita dor.

* O ronronar nem sempre é por alegria e prazer. Alguns gatos ronronam alto quando estão muito assustados ou com dor.
* Os Gatos selvagens miam muito menos do que os domésticos. Isso porque os gatos aprendem que a miar chamam a atenção do homem para as suas necessidades.
* Os gatos são muito limpos e passam cerca de 30% da sua vida a limpar-se.

* Quando se lavam, os gatos perdem quase tanto líquido quanto perdem na urina.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Sobre Gatos I

* Homens e gatos possuem a mesma região do cérebro responsável pelas emoções.
* O cérebro do gato é mais similar ao do homem do que ao do cão.
* O gato possui mais ossos do que os humanos. Enquanto o homem possui 206, os gatos possuem 245 ossos.
* Os gatos possuem 30 vértebras, 5 a mais que os humanos.
* Os gatos possuem 32 músculos que controlam suas orelha. Ele pode girar as orelhas a quase 180 graus e 10 vezes mais rápido do que o melhor cão de guarda.
* A audição dos gatos é muito mais sensível do que a dos homens e cães.
* O campo de visão de um gato é de 185 graus.
* Gatos de olhos azuis e brancos de pelagem são, geralmente, surdos.
* Leva cerca de 2 semanas para o filhote ouvir bem e os seus olhos abrem, em média, com 7 dias.
* O gato possui aproximadamente 60 a 80 milhões de células olfatórias. O homem possui entre 5 a 20 milhões.
* Os gatos possuem um órgão olfatório especial no céu da boca, chamado: Orgão de Jacobson. É um analisador de odores e é por isso que, às vezes, vemos os gatos abrir a boca estranhamente (riso sardónico), quando sente odores fortes.
* O gato possui um total de 24 bigodes, agrupados de 4 em 4.
* Os gatos têm 30 dentes, enquanto os cães possuem 42. Os dentes de leite são substituídos pelos permanentes, por volta dos 7 meses de idade.
* Os gatos andam na ponta dos dedos. As patas do gato possuem receptores muito sensíveis que levam informações, na velocidade da corrente elétrica, até o cérebro: exploram coisas novas, sentem os alimentos, a velocidade do que passa sobre elas.
* O gato doméstico pode correr a uma velocidade de 50 km/h.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Factos e Mitos

O gato ronrona porque está contente?
Falso. Certos gatos em sofrimento também ronronam. O ronronar indica uma disposição social amigável e pode ser dado como sinal para, por ex., um gato veterano, informando que certo gato com problemas tem necessidade de amizade, ou pode constituir um sinal para o dono, exprimindo o agradecimento pela amizade obtida. O ronronar traduz um comportamento infantil. Os gatinhos ronronam a partir da primeira semana de vida e isso indica à mãe que tudo está bem com a sua prole. Já nos gatos adultos isso traduz uma certa dependência do contacto entre os donos e os gatos.

Os gatos arranham o sofá por puro prazer?
Verdadeiro. O gato arranha a superfície que ele entende que lhe dá boa chance de eliminar as unhas velhas, renovando as garras. Também o faz para marcar território, colocando aí “marcas de cheiro” imperceptíveis aos nossos precários narizes, visto que os felinos possuem glândulas odoríficas na parte inferior das patinhas. Quanto mais o gato usa essa superfície, mais é atraído a ela, pois possui o seu cheiro. O gato também arranha como forma de exercício, espreguiçando-se.

Os gatos são traiçoeiros: quando se oferecem de barriga, mordem quem lhes faz festas?
Falso. O gato deita-se de costas oferecendo a barriga apenas a quem ele considera amigo íntimo. É como se o seu gato dissesse: “eu mostro-te a minha barriga em demonstração da minha confiança em ti, por adoptar esta postura tão vulnerável na tua presença”. Mas uma coisa é mostrar, outra bem diferente é deixar acariciar! Nem sempre é seguro concluir que um gato nessa posição espera ser acariciado. Muitas vezes a resposta é uma violenta sapatada com as patas traseiras. A região abdominal é tão fortemente protegida que os gatos não apreciam contactos nessa zona. Por isso eles estabelecem um limite que os donos nem sempre entendem: podem ver, mas não devem tocar!

Os gatos adultos tacteiam o colo dos donos com as patas dianteiras confundindo o dono com a própria mãe?
Verdadeiro. É deveras aborrecido quando o nosso gato salta para o nosso colo, tendo as unhas compridas, desata a “amassar-nos” com aquelas unhas, baba-se todo e nós ficamos com as pernas doridas e acabamos por mandá-lo para o chão! O pobre gato fica mesmo desapontado! Porquê? Na realidade ele julga que nós somos a mãe-humana dele. São esses os movimentos que ele tinha quando mamava na mãe, a fim de espremer o leite. O babar-se revela a atitude de mamar. Esta reminiscência de comportamento infantil deve-se ao facto que os gatos caseiros continuam a ser cuidados e alimentados por nós humanos, e o gato adulto permanece gatinho em muitos sentidos, encarando-nos como falsas mães. Não faça o gato infeliz! Corte-lhe as unhas e deixe-o “pisar o leite” no seu colo, coitado!

Os gatos enterram os excrementos porque são asseados?
Falso. Em primeiro lugar é para eliminar o cheiro que exalam. Na realidade, se estivermos perante um gato dominante, ele NÃO ENTERRARÁ os seus excrementos, deixando-os bem à vista para marcar território. O facto dos nossos gatos enterrarem tão bem os excrementos revela o quanto eles se sentem subordinados em relação a nós. Acham-nos fisicamente mais fortes e sabem que controlamos o seu modo de vida (especialmente porque somos nós que lhes fornecemos o seu alimento). Quando um gato deixa as fezes por enterrar é sinal que algo está errado. Pode ser uma questão de auto-afirmação, dominância em relação a outro animal lá em casa ou pode ter aversão ao material absorvente que existe no caixote.

Os gatos cuidam do pêlo por uma questão de higiene?
Verdadeiro. Mas não só. Realmente lamber o pêlo amacia-o, permite que ele seja uma capa de isolamento contra as intempéries, mas também ao molhar o pêlo, o gato refresca-se nos dias de maior calor. O gato também se lambe para aliviar o stress. Daí que gatos muito enervados se lambam compulsivamente. Este será um caso a ser visto pelo médico veterinário, se o gato se lamber tanto a ponto de ficar sem pêlo em certas zonas. Os gatos também se lambem para ficar com o seu próprio cheiro, ou para eliminar outros cheiros que estejam no pêlo. É o caso do gato que vai lamber o pêlo depois dono lhe ter feito uma festa. O animal vai eliminar o cheiro da mão do dono, substituindo-o pelo cheiro da sua saliva. Os gatos lambem-se para estreitar o seu relacionamento social. Há que ter em atenção a formação das temidas bolas de pêlo no estômago. Fale com o veterinário acerca de uma pasta de malte para a sua eliminação.

Os gatos abanam a cauda quando estão zangados?
Verdadeiro. O abanar a cauda reflecte um estado agudo de conflito mental. Colocado perante uma situação difícil em que o animal pode ter duas reacções possíveis, o gato fica quieto e abana a cauda. Quando uma decisão é tomada, acaba o conflito e a cauda fica quieta. Por exemplo, o gato está a ser acariciado. Não lhe apetece receber festas. Ele entra em conflito: ou morde para desencorajar o dono ou foge. A cauda começa a chicotear. Assim que resolve o problema, deixa de abanar a cauda.

Os gatos odeiam as portas?
Verdadeiro. As portas são um entrave à vida social normal do gato! Por vezes o gato mia para sair de casa. Assim que sai, ao fim de 10 minutos já está a miar para voltar a entrar. Nada mais natural se entendermos o motivo. O gato quer inspeccionar as suas redondezas, recolher informações e avivar as marcas dele deixadas no seu território. Uma curta vistoria para cumprir com todos estes objectivos é o suficiente para pôr o bichano feliz. E é claro, ele não troca o conforto do lar pelo perigoso exterior!

Os gatos só vêem a preto e branco?
Falso. Estudos recentes provaram que os gatos conseguem distinguir entre o vermelho e o verde, o vermelho e o azul, o vermelho e o cinzento, o verde e o azul, o azul e o cinzento, o amarelo e o azul e o amarelo e o cinzento. Mas seja como for, as cores não são tão importantes na vida dos gatos como são na nossa.

As gatas com o cio miam por que estão a sofrer?
Falso. O miado constante bem como o acto de se rebolar constitui um comportamento sexual feminino felino normal. É preciso notar que os gatos em circunstâncias normais são silenciosos e até passam despercebidos. A sua comunicação depende muito de sinais olfactórios e não tanto de sons, tal como se passa nos cães. A fim de atrair os machos, as fêmeas em cio têm de adquirir posturas “anormais”, fazendo barulho, rebolando-se, exibindo-se, tudo para atrair os machos. O miado não envolve sofrimento nenhum, assim como qualquer fêmea de qualquer espécie animal com cio não sofre dores nenhumas.

Ter um gato reduz o stress e melhora a saúde do dono?
Verdade. O contacto físico com um animal reduz bastante o stress dos donos. Basta acariciar um gato para de facto reduzir naturalmente a pressão arterial! Os benefícios para milhões de pessoas que sofrem de doenças cardiovasculares é indescritível. De vez em quando alguns de nós ficamos feridos e traumatizados psicologicamente. Por vezes deixamos até de confiar nos seres humanos, de tantas decepções nos causarem... para estas pessoas, uma ligação com um gato pode proporcionar grandes recompensas, destruindo as suspeitas e sarando feridas antigas. Cuidar de um animal descontrai e até é usado como terapia em certas instituições de saúde que cada vez mais utilizam os animais como fonte de terapia e apoio psicológico a doentes internados.

terça-feira, 22 de julho de 2008

Acessórios para o seu Gato

Com o Leilões.net pode comprar acessórios para o seu Gato ou leiloar artigos que tenha e já não precise.

Conhece alguma maneira mais fácil, simples e barata de comprar e/ou vender produtos?

Se não conhece, visite o Leilões.net e veja a facilidade que é comprar e vender na internet!

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Qual a importância do bigode do gato?

Nunca corte ou apare o bigode do seu gato! O bigode dos gatos (também conhecido como “pêlos tácteis”) age como um detector de estímulos externos, fornecendo informações sobre as imediações onde o animal está. É através dele que se manifesta o olfacto e o tacto apurados do gato. Além disso, no escuro o bigode actua como um orientador espacial, prevenindo-o de eventuais acidentes. É por isso que o bigode ajuda o gato a sentir o ambiente em seu redor.

Estes “pêlos faciais” também nos indicam o humor do gato. Por exemplo, quando um gato está bravo ou na defensiva, o bigode fica para trás; quando o gato está feliz, curioso ou contente, o bigode fica mais relaxado e para frente.

Resumindo, o bigode do gato serve para ele se prevenir de acidentes, medir distâncias e manifestar o seu humor. Não é por acaso que os gatos têm tanto cuidado com os seus bigodes.

Sabia que...
* O bigode é duas ou três vezes mais grosso do que o pêlo do gato?
* Onde cabem os seus bigodes, o gato também cabe?

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Sabia que...?

* Há cerca de 600 milhões de gatos domésticos em todo o mundo.
* O gato possui mais ossos do que os humanos. Enquanto o homem possui 206, os gatos possuem 245 ossos.
* Os gatos possuem 32 músculos que controlam as suas orelhas. O gato pode girar as orelhas, independentemente, a quase 180 graus, e 10 vezes mais rápido do que o melhor cão de guarda.
* A audição dos gatos é muito mais sensível do que a dos homens e cães. Os ouvidos afunilados, canalizam e amplificam os sons como um megafone.
* Os gatos ouvem até 65 khz (kilohertz), enquanto que os homens ouvem até 20 khz (quando jovens!).
* Em proporção ao corpo, os gatos são os mamíferos que possuem os maiores olhos.
* Um gato vê 6 vezes melhor do que um humano à noite, porque necessita de 1/6 da quantidade de luz necessária ao homem para ver.
* O campo de visão de um gato é de 185 graus.

* O gato possui, aproximadamente, 60 a 80 milhões de células olfatórias. O homem possui entre 5 a 20 milhões.
* Os gatos possuem um órgão olfatório especial no céu da boca, chamado 'Orgão de Jacobson'. É um analisador de odores e é por isso que, às vezes, os vemos abrir a boca estranhamente (riso sardônico), quando sente odores fortes.
* O gato possui um total de 24 bigodes, agrupados de 4 em 4. São usados para medir distâncias.
* Os gatos têm 30 dentes, enquanto os cães possuem 42. Os dentes de leite são substituídos pelos permanentes por volta dos 7 meses de idade.
* O gato doméstico pode correr a uma velocidade de 50 km/h.
* O gato doméstico é a única espécie que consegue manter a sua cauda erecta enquanto anda. A cauda também é demonstrativa do seu estado de humor.
* Os gatos são muito limpos e passam cerca de 30% de sua vida a cuidarem da sua higiene.
* Os gatos adultos e sadios passam 15% da sua vida em sono profundo. Em sono leve, 50% da vida, o que deixa apenas 35% do tempo no estado acordado. Mas passam do estado de sono profundo para acordado e alerta mais rápido do que qualquer espécie.
* Um gato é capaz de pular 5 vezes a sua altura.
* O gato cai sempre de pé, desde que o tempo de queda seja suficiente, para que gire o corpo.
* A expectativa de vida de um gato de rua é de cerca de 3 anos. Um gato com dono e dentro de casa, pode chegar a 16 anos. O gato mais velho já registado viveu até os 36 anos.

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Bolas de pêlo

Quem tem gatos, sabe muito bem que estes têm o hábito de tratarem da sua própria higiene, lambendo o pêlo. A língua dos gatos é áspera, porque possui pequenos filamentos. Esses filamentos prendem os pêlos lambidos, por isso, os gatos acabam por engolir alguns.

Os pêlos que são engolidos acumulam-se no estômago do animal sem passar para os intestinos, formando-se as tais bolas de pêlo. Pode então acontecer que o gato vomite esses pêlos para se livrar deles.

Uma das melhores formas de evitar a formação de bolas de pêlo é escovando o seu gatinho regularmente.

No entanto, não é uma situação muito preocupante! As raças de pêlo comprido são as mais propensas a essa situação, tais como: Persas, Angorá e Sagrado da Birmânia.

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Miauu... gatos comunicativos!

O miado é o som típico que caracteriza o gato. É transcrito onomatopeicamente como "miau" em português. Normalmente, os gatos miam para expressar sentimentos ou desejos, por isso a sua pronúncia depende da intenção do animal.

Estes animais são capazes de emitir cerca de 100 tipos de vocalizações diferentes. Os gatos domésticos costumam miar muito mais do que os gatos selvagens, já que essa é a sua principal forma de chamar a atenção.
Se observar o que o seu gato está a fazer enquanto mia, pode perceber mais facilmente qual a razão dos seus miados.

Alguns tipos de miado:
· Curto – saudação
· Curto e sonoro – saudação feliz
· Repetitivo – excitação, felicidade
· Meio prolongado – pedido
· Prolongado e insistente – exigência
· Profundo e longo – reclamação
· Sonoro e agressivo – dor ou raiva


Ronrono
O gato, geralmente, ronrona quando se encontra num estado de calma, prazer ou satisfação. Porém, também pode ronronar quando se sente angustiado ou aflito.

Alguns tipos de ronrono:
· Puxado – pede algo
· Grave – reclamação
· Agudo – raiva ou dor
· Suave – chamada de atenção

Outras formas de comunicar...
Por serem mais fluentes com linguagem corporal, certos gestos vão acompanhar a vocalização para reforçar a mensagem.

· Cauda para cima – feliz
· Cauda a abanar – excitado ou ansioso
· Olhos a piscar – equivale a mandar um beijinho; significa afecto
· Orelhas para trás – alarmado, está alerta
· Assanhado e com as orelhas para trás – está prestes a atacar
· Passar a cabeça ou cauda numa pessoa – saudação
· Quando se deita esticado – está feliz e confia totalmente em si
· Quando rebola no chão – quer brincar

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Gatos Famosos

Depois de se falar no Garfield, porque não lembrar outros gatos também importantes e conhecidos?

Aqui fica uma lista com alguns nomes:

Félix: é um gato preto, gentil, mas que se mete sempre em sarilhos

Silvestre: é uma personagem dos Looney Tunes que gosta de perseguir um pequeno passarinho, o Piu-Piu ou Tweety

Gato Risonho ou Gato de Cheshire: personagem da história “Alice no País das Maravilhas”

Gato das Botas: pertence à recente história de Shrek

Lúcifer: gato da terrível madrasta de Cinderela

Tom: personagem dos desenhos animais “Tom & Jerry” que adora perseguir Jerry, um ratinho inofensivo

Hello Kitty: gatinha criada pela empresa japonesa Sanrio; usa sempre um laço ou flor na orelha esquerda e não possui boca (só aparece com boca nos desenhos animados)

Stimpy: companheiro de Ren na série de desenhos animados “Ren & Stimpy”

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Garfield

Garfield é o famoso gato cor de laranja que adora lasanha e ver televisão. Quem já leu as suas histórias ou viu o filme sabe bem que Garfield não é um gato igual aos outros. É resmungão, dorminhoco, preguiçoso, guloso e irónico. Detesta as segundas-feiras, as dietas e as idas à praia com o seu dono Jon. Este gato espertalhão adora enxotar o seu “companheiro” Odie de cima da mesa e chatear Herman Posto, o carteiro. Diverte-se a matar aranhas e a caçar pássaros. Ao contrário dos outros gatos, detesta caçar ratos.
Jon Arbuckle é o cartunista, dono de Garfield e Odie. Normalmente cai nos truques do gato e é um fracasso com as mulheres.

Liz Wilson é a veterinária deste gato viciado em café. Jon tenta conquistá-la sempre que se encontram, mas acaba por se atrapalhar, principalmente quando Garfield está presente nos encontros.
A balança é outra coisa que Garfield não suporta. Sempre que a usa, acaba por deitá-la fora, porque diz coisas que não lhe agradam. Jon tenta que o seu gato faça dieta, mas este acaba por atacar a despensa enquanto alucina com comida.

Apesar de ser um gato refilão e comilão, é uma personagem querida por muitas crianças e adultos.